A Comissão de Valores Mobiliário (CVM) abriu nesta segunda-feira (6) um processo administrativo para investigar a Petrobras. O processo aberto está relacionado as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre mudanças de preços dos combustíveis. Segundo o G1, a CVM, no entanto, não dá detalhes sobre a investigação e diz que “não comenta casos específicos”.

Nesta segunda, por meio de nota, a estatal respondeu aos comentários do presidente informando que não há uma definição sobre novos reajustes nos preços de combustíveis.

Essa não é a primeira vez que a CVM abre um processo envolvendo a Petrobras depois de declarações do presidente Bolsonaro. Em outubro, a autarquia abriu um processo depois da falas de Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, envolvendo a privatização da empresa.