A França bateu o recorde de infectados pela Covid-19 na quinta-feira (23), quando foram registrados 96.608 casos da doença, de acordo com a Santé Publique France – agência francesa de saúde. Antes disso, a maior alta havia sido registrada há mais de um ano, em novembro de 2020, quando foram identificados 86.852 casos.

A variante ômicron se propaga na Europa. Agora, a circulação do vírus pode ganhar ainda mais força com as festas de fim de ano e as reuniões familiares, temem as autoridades francesas. O governo francês, até agora, adotou algumas medidas de impacto.

Thank you for watching

Em Paris, a variante ômicron já seria responsável por quase metade desses casos, mas o número é provavelmente maior. A estimativa de especialistas é que, de cada 100 parisienses, pelo menos um já tenha sido contaminado pela nova cepa, sem contar os habitantes que não foram testados.

O presidente do Conselho Científico francês, Jean-François Delfraissy, que orienta as decisões do governo sobre a epidemia, alertou para o risco de “desorganização social” dos serviços essenciais a partir de janeiro.