Na última semana, Fred Sinistra, campeão mundial de kickboxing, faleceu por conta de complicações da Covid-19. O atleta de 40 anos negava a existência da doença, se recusou a tomar a vacina, deixou o hospital onde estava internado por conta própria e morreu em casa dias depois.

Osma Yigin, treinador de Sinistra, revelou, em entrevista ao site belga "Sudinfo", que seu pupilo se recusava até mesmo a falar o nome da doença e se referia à Covid-19 como "um pequeno vírus". O lutador também se posicionava firmemente

contra as medidas de restrições impostas pelo governo belga.

O treinador revelou também que teve que ameaçar não treinar mais o lutador para que ele finalmente procurasse atendimento médico em um hospital.

Fred Sinistra ficou internado entre 24 de novembro e 13 de dezembro, mas resolveu se dar alta médica por conta própria.

"Obrigado a todos pelo apoio. Estou em casa me recuperando, como deveria. Voltarei mil vezes mais forte", escreveu Sinistra em sua página oficial no Facebook ao deixar o hospital.

Três dias depois, no dia 16 de dezembro, a morte do kickboxer foi confirmada.