Dois homens foram mortos na manhã desta quarta-feira (12), no Centro de Camaçari, na região metropolitana de Salvador. Eles foram assassinados por disparos de arma de fogo. De acordo com a polícia, os homens, Alcides e Nilson Alves, eram pai e filho. Um terceiro homem, identificado como Joel Alves, também foi baleado. Ele foi socorrido para uma unidade de saúde, onde segue internado. Ele é irmão de Nilson e filho Alcides.

Inicialmente, a polícia chegou a divulgar que as vítimas fatais eram dois irmãos. No entanto, a informação foi atualizada posteriormente.

Segundo o delegado Antônio Carlos Sena, da delegacia de Camaçari, o pai e os irmãos baleados são familiares de um homem identificado como Orlando Alves, morto na noite de terça-feira (11), em Dias D'Ávila, também na região metropolitana de Salvador. Além de Orlando, Luciene Alves de Oliveira também foi assassinada na mesma ação. Segundo a Polícia, ela era esposa de Orlando.

"Estamos levantando a ligação entre os dois fatos. O que se pode dizer é que são da mesma família. Se há relação, só poderemos responder com as investigações", disse o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, todas as vítimas fazem parte de uma comunidade de ciganos. Os dois irmãos e o pai foram baleados por dois homens que chegaram em um carro. A autoria e a motivação dos crimes ainda estão indefinidas.

24 horas mais violentas de 2022
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, entre 7h da manhã de terça-feira (11) e às 7h desta quarta (12), 11 pessoas foram mortas em Salvador e região metropolitana. De acordo com os dados, essas foram as 24 horas mais violentas de 2022 em Salvador e região metropolitana.

Além dos crimes de Dias D'Ávila e Camaçari, foram registradas mortes em Pojuca e Lauro de Freitas, municípios da RMS, e nos bairros de Valéria, Pirajá, Caixa D'Água e Águas Claras. fonte:g1