• Girl in a jacket
  • MP-BA denuncia promotor de Justiça da Bahia e a esposa dele advogada por prática de corrupção e lavagem de dinheiro ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


    O Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou o promotor de Justiça da Bahia, Everardo José Yunes Pinheiro, afastado do cargo em setembro do ano passado, e a esposa dele, a advogada Fernanda Manhete Marques, por prática de corrupção e lavagem de dinheiro. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (23), pelo órgão estadual.

    Além da dupla, foi denunciada a empresária Adriana Almeida da Anunciação da Cunha. Os três são investigados por pedirem dinheiro para arquivamento de um inquérito, na Operação Kauterion, que foi deflagrada em setembro de 2021.

    Thank you for watching

    O MP-BA pediu ainda que a Justiça determine a perda da função pública do promotor de Justiça, em caso de condenação.

    Também solicitou à Corregedoria Nacional do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), à Corregedoria-Geral do MP baiano, o compartilhamento de todas as evidências probatórias constantes na investigação e a inclusão em outras frentes investigatórias em trâmite na Procuradoria-Geral de Justiça baiana para a adoção das providências cabíveis.

    Entenda o caso
    Conforme a denúncia, o casal teria solicitado pagamento de vantagem indevida à empresária em troca de manifestações ministeriais favoráveis em procedimentos investigatórios e processos contra ela. O caso teria acontecido em duas oportunidades, na comarca de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

    Com o aval do promotor de Justiça, a advogada realizava as tratativas prévias e captação das vantagens indevidas, mediante contrato dissimulado de serviços advocatícios. A promessa era de resolução rápida das demandas e isenção de responsabilidades da empresária, que seriam garantidas pela atuação de Everardo José Yunes Pinheiro.

    Segundo informou a Procuradoria, a investigação prossegue com o objetivo de aprofundar as apurações em relação a outros fatos investigados ainda não relacionados na denúncia. (G1)

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ