• Girl in a jacket
  • Roberto Jefferson atira contra agentes da PF, após Moraes mandar prendê-lo ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

      

    O ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB) reagiu hoje com tiros contra agentes da Polícia Federal que cumpriam uma decisão determinada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes de prendê-lo em sua casa no Rio de Janeiro.

    A PF informou que agentes foram à casa de Jefferson para cumprir a ordem de prisão e o alvo reagiu à abordagem, quando os agentes se preparavam para entrar na residência. Dois policiais, sendo uma deles uma mulher, foram atingidos por estilhaços, mas passam bem. A diligência está em andamento.

    A ordem de prisão, segundo apurou o UOL, aponta o descumprimento de medidas cautelares por parte de Jefferson.

    O ex-deputado, que é aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), gravou vídeos em que confirma ter reagido à prisão contra agentes da PF, em sua casa, em Levy Gasparian, no Rio de Janeiro.

    "Chega de opressão, eles já me humilharam muito, a minha família. Mas eu não estou atirando em cima deles. Eu dei perto, eu não atirei neles. Eu não atirei em ninguém para pegar. Atirei no carro e perto deles. Eram quatro, eles correram, e eu falei: 'sai porque eu vou pegar vocês'. Isso que vocês têm que saber. Eles vão vir forte e eu não vou me entregar. Chega. É muita humilhação. Eu vi minha mulher chorando e eu fiquei impotente", disse Jefferson em um dos vídeos.

    Jefferson atualmente cumpre prisão domiciliar pelo inquérito das fake news. Uma das medidas que ele deveria cumprir no período é não participar de redes sociais.

    Bolsonaro diz repudiar reação de aliado

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nas redes sociais que repudia os ataques feitos pelo aliado contra a ministra Carmen Lúcia e a reação armada dele contra os agentes da PF.

    No Twitter, Bolsonaro afirmou ainda que enviou o ministro da Justiça, Anderson Torres, para o Rio de Janeiro, onde Jefferson mora, para acompanhar a situação, classificada pelo chefe do Executivo como "lamentável episódio".


    O que disse Roberto Jefferson nos vídeos

    No vídeo que circula nas redes sociais, o ex-deputado aparece afirmando que utilizou câmeras do circuito interno de segurança para monitorar a movimentação dos agentes, que estavam na porta de sua propriedade.

    Em um dos vídeos, Jefferson aparece irritado, afirmando que não iria se entregar e que decidiu abrir fogo contra a equipe de policiais. Na gravação é possível observar o para-brisas da viatura estilhaçado pelos disparos.

    "Quem estiver perto corra pra lá. Bairro Golf, condomínio Marlene Novaes em Comendador Levy Gasparian. Aeroporto mais perto é o de Juíz de Fora", postou a deputada Cristiane Brasil (PTB), filha de Jefferson.

    A assessoria de Roberto Jefferson afirmou que o ex-deputado só vai se entregar após falar com a imprensa. O ex-parlamentar convocou jornalistas para dar uma coletiva.

    A ordem de Moraes vem logo depois de ataques feitos por Jefferson à ministra do STF Cármen Lúcia. Em vídeo divulgado na sexta-feira, 21, Jefferson comparou a ministra a uma "prostituta" por ela ter votado a favor de punição da Jovem Pan. Ele usou também os termos "Bruxa de Blair" e "Carmen Lúcifer" para se referir à ministra.

    Os ataques foram fortemente repudiados por Moraes, a presidente do Supremo, Rosa Weber, juízes federais e políticos. (UOL).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ