• Girl in a jacket
  • MPF pede afastamento do diretor da PRF por uso indevido do cargo ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

    O MPF (Ministério Público Federal) do Rio de Janeiro pediu o afastamento por 90 dias do diretor da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Silvinei Vasques.

    A entidade argumenta que ele fez uso indevido do cargo. No pedido, o órgão também lista episódios entre agosto e outubro, durante a campanha eleitoral. Segundo o MPF, Silvinei pediu votos irregularmente nesse período para o presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado no segundo turno das eleições para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    A reportagem enviou mensagens ao perfil no Instagram de Silvinei para que ele se posicionasse sobre o pedido, mas não obteve resposta. Procurada, a PRF não se manifestou. Assim que houver um posicionamento, ele será incluído neste texto. 

    O UOL Notícias teve acesso ao documento de ação de improbidade administrativa, assinada ontem pelo procurador Eduardo Santos de Oliveira Benones, que cita "desvio de finalidade" para favorecer Bolsonaro na corrida eleitoral. 

    No documento, Benones diz que a menção a um candidato feita por agente público é "passível de valoração jurídica quanto à legitimidade, moralidade administrativa e licitude em relação às normas de natureza eleitoral." Na véspera do segundo turno das eleições, o diretor publicou uma foto no Instagram incentivando voto no atual presidente. 

    Elogios a Bolsonaro e postagens em campanha 

    A ação vê irregularidades ao citar uma entrevista, ao menos quatro postagens no perfil no Instagram durante a corrida eleitoral e um discurso em uma formatura de agentes.

    [Silvinei] participou de eventos públicos oficiais, concedeu entrevista em meio de comunicação, bem como fez publicações em suas redes sociais (...) usando da imagem da instituição [para] promover efetivas manifestações (...) de apreço ao candidato à reeleição Jair Messias Bolsonaro, com o fim de obter proveito de natureza político-partidária, inequivocamente demonstrado no pedido explícito de voto às vésperas do segundo turno da eleição presidencial"Um dos trechos do documento do MPF. (UOL).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ