• Girl in a jacket
  • Mulher viaja 4 mil km para encontro amoroso, é morta e tem órgãos roubados ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


    Uma mexicana foi assassinada e teve seus órgãos roubados depois de viajar 4 mil km até o Peru, para encontrar romanticamente um homem que conheceu na internet.

    Blanca Arellano, 51, residia na Cidade do México e havia iniciado um namoro virtual com Juan Pablo Jesus Villafuerte Pinto, 37, um estudante de medicina e biotecnologia.

    Segundo o jornal argentino Infobae, os dois se conheceram em um aplicativo de jogos e mantinham um relacionamento online há vários meses.

    Relacionadas

    Villafuerte convidou a mexicana para visitá-lo em Lima, para que se conhecessem melhor. Blanca Arellano aceitou a proposta e embarcou em um avião para encontrar o namorado.

    Depois de passar uma semana conhecendo a cidade ao lado de Villafuerte e contar à sobrinha que havia se apaixonado por ele, Blanca desapareceu, sem que sua família pudesse contatá-la.

    Depois de vários dias sem dar notícias, os parentes da mexicana ficaram preocupados e buscaram a ajuda das autoridades para iniciar uma operação de busca.

    A sobrinha da vítima, Karla Arellano, havia falado com ela antes do desaparecimento e estranhou que, repentinamente, a tia parou de responder suas mensagens e ligações.

    A jovem usou as redes sociais para relatar o caso e pedir ajuda das pessoas para encontrar sua tia

    "Nunca pensei que estaria nessa situação. Hoje peço apoio e divulgação para localizar uma das pessoas mais queridas e importantes da minha vida. Minha tia Blanca Olivia Arellano Gutiérrez desapareceu na segunda-feira, 7 de novembro, no Peru. Ela é de origem mexicana, tememos por sua vida", escreveu a mulher, no Twitter.

    Karla também detalhou como entrou em contato com Juan Pablo Villafuerte, o homem que estava se relacionando com sua tia, e o interrogou para obter possíveis pistas sobre o paradeiro dela.

    O peruano afirmou a Karla que sua tia se cansou dele, porque ele não podia dar a ela o estilo de vida que desejava. Segundo o estudante, a mulher havia terminado o namoro e decidiu voltar ao México.

    No entanto, em 9 de novembro as autoridades peruanas anunciaram que foi encontrada uma cabeça de uma mulher, com o rosto deformado, em uma praia perto de uma casa que pertence a Villafuerte, em Huacho.

    Algumas horas depois, os agentes da polícia também localizaram um dedo decepado com um anel de prata e, em seguida, o resto do corpo no mar.  Fonte: UOL


    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ