• Girl in a jacket
  • Mulher contrata buffet com lagosta e recebe apenas panela de macarrão em aniversário de 15 anos na Bahia ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem


     A analista de logística Suzane Velame foi vítima de um golpe ao contratar um buffet com lagosta, camarão, açaí, entre outros alimentos e receber apenas uma panela de macarrão no aniversário de 15 anos da filha, em Salvador.

    Segundo informações divulgadas pela TV Bahia e o site g1 Bahia, a mulher é uma das 40 pessoas que denunciam a empresa chamada MV Cerimonial por não cumprir os contratos.

    Suzane afirmou, em entrevista, que convidou 200 pessoas para o aniversário e que 60 convidados faltaram o evento. Entretanto, essa ausência foi importante para que o evento não fosse ainda pior.

    “A comida do buffet foi apenas uma panela de macarrão para 140 pessoas. Ficou faltando mini hambúrgueres, açaí, emprestados, lagosta e camarão. A mesa de antepastos estava vazia, as bebidas vieram erradas, também ficou faltando funcionários, foi um caos completo”, lamentou a mãe da aniversariante.

    A comida da festa não foi o único problema. Suzane também tinha contratado um drone para filmar a entrada da aniversariante, mas não recebeu o serviço. O tema da festa era tropical, mas nada foi arrumado do lado externo.

    “Frustração é o resumo do que foi a festa. A gente passou o ano inteiro se dedicando na organização desse evento, a realização de um sonho, eu como mãe nunca tinha feito uma festa para minha filha. Então era a festa dos sonhos, os 15 anos”, disse a baiana.

    “Eu fico até emocionada de lembrar o que aconteceu no dia. Um dano irreparável, mesmo que a gente consiga restituir o valor, esse dia não vai voltar mais”.

    A empresa ainda tentou adiar a data do evento em quatro meses, mas já não era possível uma vez que parentes e amigos já estavam com passagens e vestidos comprados para a festa. Segundo Jeovandro Ferreira, pai da adolescente, o valor pago na construção do evento foi R$15.400.

    Outros casos
    O contador Erik Santana Mônica também denuncia um golpe da MV Cerimonial. Ele e a noiva tentaram realizar uma festa de casamento através da empresa e chegaram até a marcar a data do evento.

    “Escolhemos a empresa, pagamos tudo. Demos a entrada de R$ 4 mil no PIX e passamos o resto no cartão: parcelas de mil e poucos reais”, contou ele em entrevista à TV Bahia.

    O casal vendeu sua motocicleta para pagar o custo da festa, mas não conseguiu mais contato com a MV Cerimonial. Diante disso, Erik registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e tenta encontrar formas de se reestruturar financeiramente.

    “Tudo marcado, certo, e agora gente vai ver o que vai fazer. Correr atrás de empréstimo, amigos que possam ajudar e aí vamos ver o que vai acontecer”, conta ele, desapontado.

    Outros 11 eventos também foram cancelados pela empresa, que utilizou a pandemia para se justificar diante dos casos. De acordo com o g1, a empresa diz que precisa se reerguer depois dos prejuízos causados pela pandemia de covid-19.

    Em nota aos clientes, a empresa afirmou que o dinheiro investido por eles não poderia ser devolvido imediatamente. Além disso, afirma que, legalmente, os valores podem ser devolvidos até 31/12/2023. Para justificar esse prazo, a CV Cerimonial se apoiou na Medida Provisória 1.101/2022, que entrou em vigor durante a pandemia da Covid-19.

    Ao g1, a advogada Fabiana Lemos, especialista em direito do consumidor, afirmou que a empresa utiliza algumas cláusulas contratuais de maneira distorcida para justificar os cancelamentos. (iBahia)

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ