O baiano Jean Wyllys, sempre engajado nas redes sociais com a língua afiada , desta vez, foi derrotado na Justiça, nesta segunda-feira (25) pela jornalista Rachel Sheherazade após o político realizar uma série de ofensas à apresentadora pelo Twitter. Na postagem, Wyllys afirma que uma ex-funcionária do SBT era racista.

Todas as postagens deverão ser retiradas da rede social em até cinco dias. Caso o ex-deputado federal, que está na mira do PT para tentar eleger ele novamente, não cumpra a decisão, ele deverá pagar uma multa equivalente a R$1 mil para cada dia que o poste continue no perfil, de acordo com o colunista Leo Dias.

Thank you for watching

Na ação, Rachel, que já ironizou a saúde do presidente Bolsonaro, pede, ainda, R$44 mil de indenização, porém, o caso ainda não foi julgado e a jornalista, que também pede um valor significativo de direitos trabalhistas pela demissão do SBT, espera a decisão na Justiça.

“Embora a Constituição Federal assegure a liberdade de expressão, deve-se ponderar que ‘o exercício de tal direito encontra limites, sendo necessário o equilíbrio entre este direito com a garantia de inviolabilidade do direito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem’. Considerando o teor da publicação, que possui repercussão nacional, feita por uma pessoa pública a outra pessoa pública, e que atribuiu especificamente a autora ofensas e inclusive a prática de racismo, entendo ser verossímil a alegação de abuso do direito de livre expressão de pensamento. Assim, e diante das alegações da parte autora, oficie-se o Twitter, com urgência, para que retire a publicação no prazo de cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 1 mil reais, limitado o valor a R$ 20 mil”, explica um trecho.

Em relação à antiga emissora, Rachel afirma, na ação, que foi vítima de assédio moral e censura, principalmente por fazer comentários políticos durante o jornal.

“Você começou a fazer comentários políticos no SBT e eu pedi para você não fazer mais. Não pode fazer porque você foi contratada para ler notícias. Não foi contratada para dar a sua opinião. Se você quiser fazer política, compre uma estação de televisão e vá fazer por sua conta”, comentou Silvio Santos, em 2017, durante o Troféu Imprensa. (Bocao News)