• Girl in a jacket
  • Barreiras: Cuidadores escolares participam da segunda etapa de treinamento para atendimento a alunos com deficiência intelectual e múltiplas ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

     

    A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Barreiras, através da Subdiretoria de Acessibilidade e Inclusão, realizou nessa Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltiplas, a II Etapa de Treinamento para os Cuidadores Escolares. A formação acontece nessa quinta-feira (25) e sexta-feira (26), no Centro de Estudo, Formação e Atendimento Educacional Especializado Dr. Renato Gonçalves- CEFAEE.

    Com o tema “O aluno para além do diagnóstico – deficiência intelectual e deficiência múltipla”, mais de 200 cuidadores estão sendo acompanhados pelas mediadoras Edneia Novais, Elenice Ribeiro, Marcia Tardin e a subdiretora de acessibilidade e inclusão, Eliene Fernandes. Na programação serão abordados assuntos relacionados à aprendizagem, acessibilidade, mobilidade, segurança, alimentação e higiene de pessoas com deficiência, comportamentos, orientação sobre a comunicação com familiares, bem como demonstrações práticas de estratégia com uso de recursos para desenvolvimento da linguagem e raciocínio lógico.

     A cuidadora Claudenice Santos, que acompanha duas crianças no Centro Municipal de Educação Infantil do Ribeirão, elogiou a iniciativa que traz noções instrutivas para os cuidadores. “Esse é um momento de interagir, troca de experiências e tirar nossas dúvidas. As técnicas que serão repassadas nestes dois dias de capacitação nos ajudarão muito durante a rotina de trabalho com as crianças”, disse a cuidadora.

    De acordo com a subdiretora de acessibilidade e inclusão, Eliene Fernandes, os cuidadores escolares atendem desde a Creche até o 9º ano do ensino fundamental, e o treinamento é importante para os cuidadores, pois são eles que lidam diariamente com o manejo dos alunos com deficiência. “Essa é a segunda etapa do treinamento de cuidadores, que oferece um arcabouço de informações e dicas para que possam melhorar a qualidade do atendimento dos alunos com deficiência intelectual e múltipla da rede municipal de ensino”, avalia.

    Ainda segundo Eliene, o treinamento contribui para a formação profissional porque no processo de educação escolar e as informações pedagógicas sobre o aluno da  Educação Especial são fundamentais para o processo de inclusão. “Nossa preocupação é também que o aluno com deficiência tenha uma boa socialização no ambiente escolar e participe ativamente das aprendizagens junto com os cuidadores.  Enfim, esteja em um processo de evolução constante para que possa aprender com qualidade na escola”, destacou. (Dircom PMB).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ