• Girl in a jacket
  • Cerca de 80 ônibus chegam a Brasília para ato anti-Lula ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


    O maior objetivo dos manifestantes é ficar em frente ao Congresso cantando palavras de ordem contra o governo Lula, contra o STF, pedindo intervenção militar para uma troca da administração federal.

    Em Brasília há um acampamento que já dura mais de 2 meses em frente ao QG do Exército. Ali, faixas pedindo intervenção federal e palavras de ordem contra Lula são constantes.
    O governo Lula preferiu até agora ir reduzindo o limite de circulação desses manifestantes, na expectativa de que os acampamentos fossem se esvaindo naturalmente. Até agora, não foi o que aconteceu. Por isso a Força Nacional foi acionada. Na semana que vem, os Ministérios da Justiça e da Defesa devem avaliar a situação para desenhar a estratégia a ser seguida.

    O problema se acentuou nas últimas 48 horas. Em São Paulo, no centro da cidade, bolsonaristas buzinando e gritando “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão” ocuparam as ruas do centro de São Paulo no final da tarde de 6ª feira (6.jan.2023).. Mais tarde, no começo da noite também na 6ª feira, os manifestantes conseguiram bloquear por algum tempo a principal via de acesso ao aeroporto de Congonhas.

    Neste sábado (7.jan.2023), chegaram informações para as autoridades nacionais de segurança de que bolsonaristas radicais tinham a intenção de bloquear refinarias em São Paulo e no Rio de Janeiro, com o objetivo de causar uma disrupção no abastecimento de combustíveis no país. Esses movimentos foram contidos. Mas na semana que vem medidas mais drásticas podem, eventualmente, ser tomadas para garantir a segurança de áreas consideradas vitais para funcionamento do país.


    ACAMPAMENTO EM BRASÍLIA

    O Poder360 visitou a região do QG do Exército, em Brasília, no final do dia 31 de dezembro de 2022, véspera da posse de Lula como presidente.

    Sem se identificar como jornalistas, os profissionais do Poder360 circularam pelo local e fizeram fotos e gravaram vídeos. Há entre os manifestantes, pelo que foi possível apurar, muitos parentes de oficiais graduados do Exército. O clima no local era de tranquilidade, mas as palavras de ordem todas pediam algum tipo de intervenção federal para evitar que o governo Lula pudesse começar (era o dia 31 de dezembro). 


    (PODER 360)


    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ