• Girl in a jacket
  • FOSSA DE HOSPITAL DE FORMOSA DO RIO PRETO TRANSBORDA E ESGOTO CORRE AO AR LIVRE ~ Blog Barreiras Noticias | Modesto Repóter


     A cidade de Formosa do Rio Preto, na Bahia, enfrenta uma situação preocupante em relação à saúde pública do município. Desta vez, a fossa séptica do Hospital Municipal Drº Altino Lemos Santiago, está transbordando há vários dias, e pode causar uma série de problemas sanitários que afetam diretamente a saúde dos pacientes, funcionários e moradores da região.

    A área está próximo a duas escolas do município. A situação é grave e exige uma solução urgente por parte das autoridades responsáveis. Seja ela o prefeito Manoel Afonso, (PSD) ou por parte do Secretário Municipal de Saúde, João Rocha Mascarenhas. O mau cheiro é constante. Nas imagens a que o Portal do Cerrado teve acesso, é possível observar o esgoto correndo ao ar livre.

    Apesar disso, o Secretário autorizou pagamento no mês de março, no valor de R$ 2.250, a empresa Multi Faces, empresa de limpa fossa, encarregada pelos serviços. Em um ano, somente os valores para este prestador de serviço à Saúde, soma-se R$ 84.850.
    Fossa séptica, Formosa do Rio Preto, Bahia, Saúde pública

    A área externa aos fundos da unidade hospitalar está tomada por entulho, formado por restos de móveis, como cama hospitalar e armários de aço e acúmulo de lixo.

    A situação da saúde pública no município tem ficado cada vez pior e a reclamação da população tem sido uma constante. Ainda assim, as autoridades municipais têm dado pouca importância. Não se sabe se por irresponsabilidade ou mera incapacidade de gestão.

    Esta é mais uma situação crítica da saúde do maior município baiano, um dos mais ricos e importantes produtores de grãos do país. A arrecadação municipal passa da casa dos R$ 20 milhões mensais.
     
    Falta de água em março

    No mês passado, o hospital ficou quatro dias com o fornecimento de água suspenso, mas nenhuma autoridade do município explicou a população o que aconteceu. (leia aqui)

    Na ocasião, pacientes internados estavam tomando banho com uso de baldes e o odor fétido tomava conta na unidade de emergência, por falta de abastecimento de água nos banheiros.


    Fonte: Portal do Cerrado

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ